sexta-feira, 21 de maio de 2010

Tchê Sarandeio



Tudo começou através da vontade de tocar de dois garotos, Luciano Bernardo e Fábio Fischer tempo em que os dois estudavam juntos na Escola de Primeiro Grau Alberto Pasqualini da cidade de Passo Fundo Rio Grande do Sul.

No ano de 1988, onde ambos tinham 13 anos, Fábio que tocava Baixo e Luciano Violão resolveram começar a ensaiar e tirar músicas para tocar em festas, festivais e nas missas de domingo na igreja aonde os dois chegavam primeiro que o padre para tocar.

Osmar Fischer que era pai de Fábio também era músico tocava Baixo num grupo musical da cidade e também tocava Guitarra e Sanfona percebeu que os garotos estavam ensaiando em sua casa e resolveu perguntar a ambos se queriam realmente viver e ganhar através da música.

Na hora os dois disse que sim, Osmar falou o estilo que deveriam tocar para poder trabalhar com a música e realmente serem músicos de verdade no Rio Grande do Sul.
A partir daí começou a primeira formação do Tchê Sarandeio um trio de Sanfona e Voz Osmar, Baixo e Voz Fábio e Guitarra e Voz Luciano.

Os Pais de Luciano concordaram com a ideia de ele seguir o caminho que desejasse, incentivaram e o apoiaram, nisso se construiu uma grande amizade não só entre os dois que já eram amigos. Mas entre seus familiares também que se uniram para realizar o sonho dos dois, e aí tinham que ter um nome para iniciarem e poder se apresentar, Marly Mãe de Luciano deu a ideia de Sarandeio e por serem de Passo Fundo Tchê, resolveram colocar Grupo Tchê Sarandeio.

Começaram a tocar nos sábados, domingos e alguns dias de semana quando aparecia alguma coisa, viajavam de Corcel 1, onde levavam caixas de som e seus instrumentos, iam apertados para cada apresentação. Mas sempre com muita energia pela paixão e o amor de tocar, seus Pais sempre junto acompanhando. 

Logo depois a Brasília carro do Paulo Bernardo pai de Luciano teve que fazer parte da frota para poderem viajar e se apresentar, num carro apenas não tinha como colocar tudo o que precisavam.
Nisso o Tchê Sarandeio começou a ser mais solicitado nas festas tanto na cidade natal como na região.

Resolveram aumentar o time de músicos pra poder se apresentar melhor, no ano de 1990 entra Chico na Bateria e Marciano irmão de Fábio entra para ser o vocalista, tudo o que recebiam nas apresentações era investido em equipamentos de som.

No ano de 1992 já não tinha como viajar mais de carro, passa a viajar com caminhão fretado para poder se apresentar, eles mesmo carregavam e montavam o som para cada baile que tocavam.

No ano de 1993 entra Getúlio Vargas de Bateria, Jauro Ghelen de Gaita Ponto e Joceli como Vocalista no final do ano de 1995 mudam os músicos do Tchê, Fábio deixa de fazer parte para integrar o Grupo Garotos de Ouro, Luciano, Osmar, Jauro e Getúlio seguem, entra Dinamar D’almaso na Sanfona, Renato Escobar no Baixo e Paulo Mignoni no Vocal.

No ano de 1996, Pedro Almeida entra como Vocalista junto com Paulo Mignoni e Evérton da Rosa é o novo Baixista, Jauro deixa o grupo para fazer parte da dupla Osvaldir e Carlos Magrão.

Vem à ideia de gravar um Primeiro CD, sonho que eles tinham, mas sem condições financeiras de realizar, eis que entra Paulo Gatelli que era gerente na época da Gráfica Padre Berthier, onde Luciano era seu funcionário.

Sabendo e acompanhando também a caminhada do Tchê Sarandeio resolve ajudar os garotos a gravarem seu Primeiro CD “Tranco de Baile” com 10 faixas gravado no Estúdio Balada da cidade de Marau Rio Grande do Sul no ano de 1997, onde Sandro Coelho foi o Produtor e cantou junto uma música e teve a Direção de Paulo Gatelli e Osmar Fischer, conseguiram gravar o tão sonhado CD.

Nas rádios da cidade vira uma febre, todos pedindo as músicas do Tchê, dentre elas as músicas Te Achega Parceiro, Esse Chamamé e Amigos são Horizontes, a partir desse trabalho se tornam profissionais e as apresentações com mais intensidade, agora era sexta, sábado e domingo.

O primeiro CD seria lançado independente, mas a Gravadora USA Discos tomou conhecimento do trabalho e lançou para todo o RS, no ano de 1998.

Paulo Mignoni sai do grupo e vai para o grupo Minuano, Pedro assume como vocalista e Getúlio também resolve parar, Leonardo Sotili é o novo baterista.

Em 1999, Célio Araújo passa a ser o novo baterista e Osmar Fischer também resolve parar e deixar para o Luciano seguir comandando o grupo.

No inicio do ano de 2000, Célio Araújo vai para o grupo Eco do Minuano e Bonitinho, Candido Mendes assume como Baterista e entra Edinelson Falkembach na Percussão e o Tchê Sarandeio grava na cidade de Santa Maria no Rio Grande do Sul no Estúdio Master o seu Segundo CD “No Sul é Assim” contendo 14 faixas. Produzido por Adriano Spada e Pedro Almeida com a Direção de Luciano Bernardo e Paulo Bernardo.

Foi lançado pela Gravadora Sul Discos para todo o Rio Grande do Sul. As músicas No Sul é Assim, Enchentes de Amor e Vou Abrir meu Coração são as mais executadas nas rádios e aí também começa a primeira regravação do Tchê com a música Os Cardeais de autoria do amigo Elton Saldanha.

No ano de 2001 o baterista Candido sai do Tchê e vai para o grupo Os Serranos, o percussionista Edinelson, Dinamar Sanfona e Éverton Baixo saem do Tchê Sarandeio para seguir novos caminhos.

Luciano e Pedro seguem juntos com André Savi Sanfona, Sandro Delazari no Baixo e Célio retorna como Batera. No ano de 2002 passam a fazer parte da Gravadora Galpão Crioulo Discos  do Grupo RBS e gravam seu mais novo Álbum o Terceiro “Vem no Balanço” com 13 faixas, gravado no Estúdio Gravodisc na cidade de São Paulo Capital.

Com a Produção de Sadi Soares e Direção de Luciano Bernardo lançado para os Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, nesse trabalho as músicas mais executada nas rádios foi, Vem no Balanço e Eu Quero Muito Mais.

Foi o primeiro a ser lançado com regravações Nacionais e o único Grupo do Rio Grande do Sul a ter essa ousadia nova de gravar músicas em ritmo de vanera.

As músicas foram Eu só Quero um Xodó de autoria do mestre Dominguinhos e Anastácia na qual era uma gravação de Dominguinhos, Gaita da Bossoroca do amigo Iedo Silva, um grande sucesso do Grupo Os Farrapos, Saudade do parceiro Anderson, música do Grupo Tradição, Vivendo Abandonado de autoria de Toninho Mesquita e Rio Negro, gravada por Rio Negro e Solimões e Mal Acostumado de Meg Evans e Ray Araújo gravado pelo Araketu.

Tiveram uma forte mídia de divulgação na RBS TV fazendo com que o Tchê Sarandeio tivesse seu trabalho reconhecido nos três Estados.

Em 2004 entra mais um integrante no Tchê Maikel Fernando Voz e gravam mais um trabalho o Quarto “Na Estrada” com 14 faixas, gravado no Estúdio D da cidade de Passo Fundo RS com a produção de Pedro Almeida e Direção de Luciano Bernardo.

Foi mais um trabalho com a Gravadora Galpão Crioulo Discos, onde teve a participação do amigo e parceiro Neto Fagundes na música Eu só Quero Vanera que foi muito tocada nas rádios junto com as músicas Sonho Contigo, Menina Fandangueira e O Revórvinho tocada em muitas emissoras até hoje.

As regravações desse CD foram Bolicho do Tio Candinho de autoria de Telmo de Lima Freitas, música gravada pelo grupo Os Serranos, A Gente se Entrega de autoria do maestro Pinochio também gravada pela dupla Rio Negro e Solimões e Seus Beijos composição de Peninha gravada por Daniel.

No ano de 2005, Pedro Almeida e Célio Araújo deixam de fazer parte do Tchê Sarandeio, Maikel fica como voz principal e Maicon Bertóglio é o novo Baterista junto com Rafael Dalmina na Percussão.

No ano de 2007 gravam mais um trabalho o Quinto CD "Procurados" contendo 16 faixas, gravado no Estúdio K na cidade de Marau RS, com a participação de Janaina na música Chega de Fingir.

Foi um trabalho lançado independente com a Produção do Tchê Sarandeio e Direção de Luciano Bernardo, as regravações foram, Duas Camisas da dupla Milionário e José Rico e Bem Gauchão composição de Sandro Coelho e Luiz Claudio gravada pelo Tchê Garotos.

No ano de 2008 Tchê Sarandeio grava seu primeiro CD “Ao Vivo Nova Fase”, mas o Sexto da carreira com 17 faixas e com mudanças também nos integrantes, Maikel sai do Tchê juntamente com Sandro baixista, Luciano que era guitarrista passou a ser o novo Vocalista, Lindomar Melara assume como novo guitarrista e Marcelo Zago baixista.

Gravado na cidade natal de Passo Fundo RS, no CTG Tropel de Caudilhos pela gravadora ACIT além de músicas inéditas também tem regravações as músicas Vira e Mexe de autoria de Julio Martins gravada pelo Bonde do Forró, Sempre seu Homem de Cecília Nena gravada pela dupla Cesar Menotti e Fabiano, Amor de Carnaval de autoria de Bruno e Felipe e a música Castelo de Areia composição também dos amigos Bruno, Felipe e Édson gravada por Bruno e Marrone que foi um dos hits que estourou nas rádios com o Tchê Sarandeio.

Nesse CD teve a participação na locução de abertura de Antonio Pedroso e a produção de Édson Campagna com direção de Luciano Bernardo, onde ganharam seu primeiro disco de ouro.

Em 2009 Alessandro é o mais novo integrante que entra como tecladista e vocal. Em 2010 se preparam para gravar mais um CD o Sétimo e segundo “Ao Vivo Só de Você”, gravado no Chalaça Bar na Capital gaúcha de Porto Alegre RS, mais um trabalho gravado pela gravadora ACIT contendo 15 faixas com a produção mais uma vez de Édson Campagna e direção de Luciano Bernardo.

Nesse CD teve as participações novamente de Antonio Pedroso na locução de abertura e Barba cantando a música Seresteiro das Noites de autoria de José Fernandes gravada pelo amigo Amado Batista, além das regravações das músicas Amor de Balada composição de Bruno, João Victor e Rodrigo Freitas gravada pelos amigos Bruno e Marrone sendo também uma das músicas mais tocadas desse Álbum, Eu Quero te Namorar de Alessandro Alves, Edivan de Souza e Frederico Augusto gravada pela dupla João Neto e Frederico, Não Tô Pra Ninguém composição de Jairo Alves e Sérgio Porto gravado por Bruno e Marrone, Aprenda Coração de José Antonio e Marcos Antonio gravada pelo Bonde do Forró, Só de Você composição de Rivanil, Everton Matos e Jairo Góes gravada pela dupla Guilherme e Santiago, A Gente Vai de Henrique, Édson e Flavinho gravada pela dupla Édson e Hudson e Cose Dela Vita (Coisas da Vida) composição de Eros Ramazzoti, Adélio Cogliati e Piero Cassiano.

Mais uma vez o Tchê Sarandeio inova regravando uma música Internacional gravada por Eros Ramazzoti e Tina Turner em ritmo de vanera e conseguem o segundo disco de ouro da carreira.

Em 2011 Lindomar guitarra, Marcelo baixo e Alessandro teclado saem do grupo e entra Lucas Dalcin como baixista, Andrei na guitarra e Marcos Machado nos teclados, o Tchê Sarandeio completava 15 anos de carreira profissional.

Decidem gravar seu Oitavo CD “Com Amigos Pra Você” com 13 faixas, gravado na cidade de Passo Fundo RS no Estúdio RENF, com a produção de Ronaldo Florão Nenê e direção de Luciano Bernardo.

Teve a participação de vários amigos, Zezé Junior do Bonde do Forró cantando a música Tapa na Cara de Zezé de Camargo e Luciano, Marcelo do Tchê Barbaridade na música Conquistar seu Amor composição de Luciano Bernardo, Luciano da Banda Passarela na música Quero te Amar autoria de André Savi e Leonardo Savi, Aninha Soares da Banda Sétimo Sentido na música Desculpas e Mentiras de Luciano Bernardo, Leandro da Banda Karisma na música Retrato Rasgado de autoria do próprio Leandro e Thiew na música Tô Pirado também sua composição.

As regravações além da música Tapa na Cara foram, Prometida de Rick Bonadio, Quem Manda é o Coração de Bruno e Marrone, Me Namora e Ligação Fora de Área dos amigos Edu e Maraial e Pássaro de Fogo de Paula Fernandes.

Em 2012 Andrei guitarrista sai do Tchê Sarandeio e Ronaldo Florão passa a ser o novo guitarrista.

Em 2013 sempre focados na satisfação do seu público sempre eclético e de bom gosto gravam seu mais novo Álbum o CD Nove “Ao Vivo III Balacobaco” gravado na cidade de Caxias do Sul RS novamente com o Estúdio RENF, com a produção de Ronaldo Florão e direção de Luciano Bernardo lançado pela produtora Fonomídia para todo o Brasil.

Esse mais recente trabalho feito só com composições inéditas de autoria dos integrantes do Tchê Sarandeio e amigos, destacando as músicas Balacobaco, Bebo pra Viver, Vou te Pegá e Saudade de Luciano Bernardo, Grudada em Mim de Eliseu Rosa, Meu Amor de Ronaldo Florão e Eu Quero Mais de Eduardo Savi. Canções estas que estão sendo executadas nas rádios, teve participações da dupla Guga e Edu na música Eu Quero Mais e Joelson Godinho, sanfona na música Vamo Pegá.

O Tchê Sarandeio nesses 17 anos não é apenas mais um grupo no cenário musical, tem história, identidade, profissionalismo e estilo próprio de tocar e interpretar suas músicas, fazendo o público de todas as idades cantar, dançar, sorrir e se emocionar a cada show.

A carreira é marcada pela qualidade musical que esta impressa nos inúmeros shows realizados nos três Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná e nos seus 9 CD’s gravados com dois discos de ouro, esbanjando competência e talento.

Cada vez mais e sempre preocupados com o público, fãs, amigos, empresários, contratantes, proprietários de casas de shows, meios de comunicação e mercado musical sempre se atualiza pensando em qualidade para cada evento, seja em repertório musical, em CD e estrutura, possuindo transporte próprio, cenário, som e luz com o que à de mais moderno e melhor no mercado, possuindo todas as ferramentas para atingir as necessidades de cada evento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado por sua participação. Seu comentário será publicado em breve. Caso desejar comentar usando o Facebook, siga nossa página na rede!