Esta postagem agora se encontra no site “Mundo em pauta”.

Acesse e confira clicando aqui
Neste sábado, dia 11, e amanhã (12), o CTG Porteira do Rio Grande realiza a disputa do Torneio de Laço Troféu Biriva. Podem participar todos os CTGs que pertencem a 8ª Região Tradicionalista.

Cada entidade filiada a 8ª RT poderá inscrever duas equipes de cinco laçadores cada e para o amistoso poderá inscrever quantos laçadores desejar.

Tiro de laço (Foto: Mateus Rosa)

O patrão da Campeira, Clodoaldo Rezende (Pingo) ressalta que serão exigidos os exames equinos. Ele informa ainda que a partir do sábado de manhã haverá veterinário responsável no local do evento.

O torneio acontece no Parque Nicanor Kramer da Luz, com a seguinte programação:


Hoje (11/02)


13h30mim – Laço Individual (R$40,00)

Eliminatório: Quem laçar 5 armadas divide a premiação, 20% arrecadado+ troféu para inscrição de menor número.
   
Após Laço Duplas 3 e 4 (R$ 80,00)

Premiação: Força A – 12% (com 4 armadas) e Força B – 8% (com 3 armadas) - Duas classificadas na mesma força

Amanhã (12/02)

08h30mim – Laço Raspadinha (R$ 60,00). Premiação 20% - arrecadado

10h - Troféu Biriva – Equipe de 5 homens (R$ 180,00)

Premiação:

1º lugar: 10%

2º lugar: 6%

3º lugar: 4%

Independente de concorrer ao Troféu Biriva, qualquer entidade pode se inscrever, concorrendo somente à premiação em dinheiro.      

Após Laço Duplas 3 e 4 (R$ 80,00)

Premiação: Força A – 12% (com 4 armadas) e Força B – 8% (com 3 armadas) - Duas classificadas na mesma força.


História do Troféu Biriva


O Troféu Biriva foi idealizado pelo tradicionalista César Vieira, de André da Rocha, no ano de 1984.

Os objetivos desse evento regional foram estabelecidos como uma forma de promover a integração entre as entidades tradicionalistas, relembrando os Birivas ou Tropeiros, como grandes difusores de nossa cultura, com presença bastante significativa nos municípios da 8ª Região Tradicionalista, a qual foi rota das tropas e teve vários municípios fundados por tropeiros.

Nesse sentido, organizou-se o torneio de laço com o Troféu Biriva, disputado apenas por entidades filiadas a 8ª Região Tradicionalista, sendo o evento final da alta temporada de laço.

A trajetória da 1ª edição do Troféu Biriva durou 23 anos, haja vista que é um troféu rotativo, onde a entidade, para ficar com o mesmo em definitivo, precisa ganhar 3 vezes consecutivas ou 5 vezes intercaladas.

 No ano de 2006, o CTG Alexandre Pato, de Lagoa Vermelha, ficou com o troféu pela 5ª  vez, encerrando-se assim, a 1ª edição do Troféu Biriva.

A 2ª edição do Troféu Biriva iniciou no dia 06 de maio de 2007, promovida pelo CTG Alexandre Pato, em Lagoa Vermelha, tendo como vencedor o CTG Planalto Capoense.

No ano de 2016, o CTG Porteira do Rio Grande foi vencedor do Troféu Biriva, em disputa realizada no município de São José dos Ausentes, sediando, portanto, em 2017, mais uma edição do evento.


Confira os vencedores desta edição:


2007- CTG Planalto Capoense (Muitos Capões)

2008-CTG Tropeiro Lagoense (André da Rocha)

2009- CTG Alexandre Pato-Cabanha Sucará (Lagoa Vermelha)

2010-CTG Tronco do Ipê (Ipê)

2011-CTG Serranos do Laço (Ipê)

2012-CTG Porteira do Rio Grande (Vacaria)

2013-CTG Presilha do Rio Grande (Bom Jesus)

2014-CTG Rodeio da Saudade (São José dos Ausentes)

2015- CTG Rodeio da Saudade (São José dos Ausentes)

2016- CTG Porteira do Rio Grande (Vacaria)


Fonte: Anelise Donazzolo – Assessoria do CTG Porteira do Rio Grande
Esta postagem agora se encontra no site “Mundo em pauta”.

Acesse e confira clicando aqui
Esta postagem agora se encontra no site “Mundo em pauta”.

Acesse e confira clicando aqui
A formação original do Grupo Pataço nasceu no ano de 1994 na cidade de Rio Grande – RS. Em pouco tempo conquistaram notoriedade por todo o estado do Rio Grande do Sul.

A banda lançou dois discos na época que alcançaram um grande público. Participando inclusive do programa Galpão Crioulo da RBS TV.

Nova formação do Grupo Pataço que retornando aos palcos.


Hoje, 22 anos depois, o Grupo Pataço retorna as atividades, com uma equipe formada por grandes músicos da nova geração da música de baile. Cada um deles com currículo exemplar.

O Grupo Pataço apresenta uma proposta alegre e diferenciada para animar o povo brasileiro. Músicas com uma roupagem moderna, mas sem perder a essência da música fandangueira.

No ano de 2017, sediado em Erechim – RS, o Grupo Pataço lançará o seu novo disco. Um EP com seis faixas, sendo todas elas autorais dos próprios integrantes do grupo.


A partir de agora será trilhada uma nova história, e uma nova fase da banda.

Dueto é um projeto que reúne o Grupo Estação Fandangueira e o Grupo Tchê Chaleira juntos num mesmo palco, tendo em vista a união de duas marcas que rodam por todos bailes do sul do Brasil.

Dueto é o novo projeto que une os grupos Estação Fandangueira e Tchê Chaleira num mesmo palco (Foto: Dueto Oficial)


“Dueto”, trata-se de dois grupos musicais em atividades normais, com shows e bailes em todos os finais de semana, que irão selecionar algumas datas específicas para se apresentar sob o novo projeto.



Neste projeto Estação Fandangueira e Tchê Chaleira se revezarão no palco com repertório próprio e irão se encontrar em determinadas músicas durante a apresentação.



Um projeto audacioso e que com toda a certeza cairá no gosto dos fãs e admiradores dos dois grupos.

Te aprochega e confira o clipe da música Prazo de Validade, o primeiro trabalho do projeto Dueto com Estação Fandangueira e Tchê Chaleira: