sábado, 25 de fevereiro de 2017

Baralho Espanhol


Ao viajar pela Espanha, em 1540, um cronista holandês ficou muito admirado ao notar que os habitantes de alguns vilarejos, mesmo quando não dispunham sequer de pão e vinho para se alimentar, tinham sempre à mão um baralho para jogar. Na realidade, os jogos de cartas sempre foram muito apreciados pelos espanhóis, que criaram vários deles, como o Hombre e o Tresillo. No decorrer dos séculos, diversos jogos de cartas inventados na Espanha alcançaram grande sucesso, tornando-se jogos da moda em várias cortes europeias.

Além da invenção desses jogos, o grande interesse dos espanhóis pelas cartas é evidenciado pelo fato de terem eles criado um tipo próprio de baralho, que é usado ainda hoje na Espanha e em vários países, o baralho espanhol.

As 48 cartas que constituem esse baralho, muito parecidas com os Arcanos Menores, cartas comuns do Tarô, dividem-se em quatro naipes: taças, moedas, bastões e espadas. 

O baralho espanhol consiste em um maço de 40 ou 48 cartas, classificados em 4 "naipes" e numerados de 1 a 12 (no de 40 cartas, faltam o 8 e o 9). Certos maços incluem a mais 2 curingas ou comodines. As figuras do baralho espanhol correspondem aos números 10, 11 e 12, e são chamados sota (mais conhecido como valete), cavalo e rei respectivamente. No baralho francês, correspondem ao valete, dama e rei, respectivamente.


O baralho espanhol, ou baraja, representa a sociedade da época que foi criado. Os nomes dos naipes são:

Ouros - Simbolizado por moedas de ouro, representa os comerciantes.

Espadas - Simbolizado por espadas, representa os militares.

Copas - Pode ser traduzido do espanhol como Taças e é exatamente esse o símbolo usado, representa o clero.

Bastos - Pode ser traduzido do espanhol como Bastões ou Paus e representam a classe proletária, os camponeses.

O baralho espanhol representa, provavelmente, um estágio intermediário do processo de evolução pelo qual passaram as cartas de jogar primitivas, como as do baralho de Tarô, até assumirem o aspecto que têm atualmente nos baralhos modernos. Uma das características típicas do baralho espanhol, que o torna diferente tanto do Tarô como dos baralhos modernos, é o fato de nele não haver a figura da Dama, que é substituída pelo Cavaleiro.

La pinta

A caixa que cerca a figura tem um sinal para distinguir o naipe de que se trata de uma forma discreta: as copas uma interrupção, as espadas duas, os bastos três e os ouros, nenhuma. Este sinal se chama la pinta e saiu da expressão "o conheci pela pinta". No baralho francês, a convenção equivalente são as figuras pequenas que há debaixo do número.

Jogos que utilizam o baralho espanhol

Existem muitos jogos de baralho espanhol, sendo muitos jogados somente na Espanha. Alguns deles:

o mus

o truco

a escopa de quinze

a bisca

o menos copas

o três sete (italiano)

a zanga

o aluette

a manilha

o revesino

o envite canario

o tute

o jodete

o julepe

o guiñote

o tresillo

o hombre

o gilé

o hachi-hachi

a perejila

o gofo

o burro

o mata

o sarangollo


o sete e meio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado por sua participação. Seu comentário será publicado em breve. Publicamos nossos posts novos lá no Facebook - caso desejar deixar seu comentário por lá e seguir o blog, o Repórter Riograndense te espera!