quarta-feira, 11 de maio de 2016

Giovani Grizotti


Giovani Grizotti fez o curso de Jornalismo na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC/RS), em Porto Alegre.

Começou a carreira jornalística em 1994 em Capão da Canoa (RS), como colunista dos jornais do litoral gaúcho Costa do Mar & Serra e Jornal de Capão. Durante a juventude vendeu milho na praia, em Capão Novo (RS), e ajudou os irmãos a levantar paredes e pintar casas. Também foi entregador de malotes dos Correios.

Contratado pela rádio Horizonte, de Capão da Canoa, fez matéria sobre um policial que vendia carteiras de motorista. Em 1996, realizou um sonho: ser repórter da rádio Gaúcha, do Grupo RBS. Começou como produtor dos programas Chamada Geral e Rogério Mendelski, de manhã, e como repórter, à tarde. A primeira reportagem polêmica foi sobre a venda de carteiras de motorista em Alvorada.

Desde 2006 trabalha para a RBS TV. As suas reportagens se destacam pelo jornalismo investigativo, abordando temas como Política, Saúde, Educação e Segurança Pública. Frequentemente, as suas denúncias são divulgadas também pela rádio Gaúcha, pelos jornais Zero Hora e Diário Gaúcho, e também pela TV Globo. Por acordo com a empregadora, nunca mostra o rosto.

Em 2010 e 2011, fez reportagens para o Grupo RBS e para a TV Globo denunciando esquemas de roubo de carros, farra de vereadores, crimes contra o consumidor, fraudes em licitações de controladores de velocidade e golpes no comércio. Finalista em duas edições do IRE, o Oscar do jornalismo investigativo dos Estados Unidos, já conquistou, no Brasil, mais de 45 prêmios de Jornalismo, entre os quais o Esso, o Embratel, o CNT e o Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos. Está entre os dez jornalistas mais premiados da Imprensa Brasileira, segundo levantamento de Jornalistas&Cia.


Em homenagem ao Dia do Jornalista, em 7 de abril de 2013, Jornalistas&Cia solicitou a dois editores que preparassem textos especiais sobre a vida dos dez primeiros colocados no Ranking Jornalistas&Cia dos Mais Premiados Jornalistas de Todos os Tempos, divulgado no final de 2012. Paulo Vieira Lima e Pedro Venceslau cuidaram da tarefa buscando na trajetória desses premiados um lado mais pessoal da vida de cada um, perfil que integraliza o ser profissional. Entre eles está Giovani Grizzotti.

Amante do gauchismo, Giovani Grizotti foi até 2014 o Repórter Farroupilha no Portal G1. No espaço, ele trouxe informações sobre a cultura do Rio Grande do Sul, além do roteiro de bailes, rodeios, lançamentos musicais e de tudo o que acontece no tradicionalismo gaúcho.

Segue em 2015 como 'repórter sem rosto' da RBS TV/ TV Globo.  Foi eleito em 2015 entre os ‘+ admiráveis jornalistas brasileiros’ Top 10 na Regional Sul, em 3º lugar.  

Começou 2016 com um dos líderes do Ranking J&Cia dos +Premiados Jornalistas da História – Região Sul conquistando mais uma posição (em relação ao ano anterior) e termina o levantamento em terceiro na Região Sul, com 682,5 pontos.


Fonte: Portal dos Jornalistas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado por sua participação. Seu comentário será publicado em breve. Caso desejar comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo.