Estado firma convênio para reforma do auditório da ACIL

No ano em que a ACIL completou 75 anos de existência, o auditório da entidade que há décadas é utilizado para atender as demandas e eventos em Lages, finalmente vai passar por uma reforma. Na noite de terça-feira, 13, durante uma reunião com a diretoria da ACIL, o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável de Santa Catarina, Carlos Chiodini e o secretário de Desenvolvimento Regional, João Alberto Duarte assinaram uma ordem de serviço no valor de R$ 500 mil reais para execução do projeto.
“É um presente para a cidade, pois o auditório já foi construído há mais de 30 anos e nunca passou por uma grande reforma. Grandes eventos são realizados nesse espaço que também precisa se adequar as questões de acessibilidade dos usuários”, destaca Luiz Spuldaro, presidente da ACIL.

Recursos para o CISAMA
Na mesma reunião, o estado também assegurou o repasse de R$ 70 mil para o Consórcio Intermunicipal Serra Catarinense para implantação dos Planos Municipais de Resíduos Sólidos nos municípios da região. Outros R$ 130 mil reais já tinham sido repassados. Como apenas Lages não estava incluída neste plano, o secretário de meio ambiente de Lages, Mushue Hampel apresentou um pedido ao secretário Chiodini para que o município também receba recursos para elaboração do plano.

Incentivo aos micros empreendedores e micros empresários

Além do secretário Hampel, outros representantes políticos também acompanharam a reunião. Entre eles, o presidente da SEMASA, Benjamin Schultz, o prefeito de Capão Alto, Luiz Freitas, o presidente da SC PARCERIAS, Paulo Cesar da Costa e o presidente do Centro de Informática e Automação de Santa Catarina, Roberto do Amaral. Eles acompanharam a explanação de Chiodini sobre as ações e projetos da secretaria de Desenvolvimento Sustentável. Entre eles, o programa Juro Zero que nos últimos quatro anos já emprestou mais de R$ 3 milhões de reais para micros empreendedores do Estado, que querem dar início a algum tipo negócio com um credito de R$ 3 mil reais. Segundo Chiodini, Lages já é a quinta cidade no ranking de destinação desses créditos. Agora, uma nova categoria, o “Mais Créditos”, deve auxiliar os micros empresários, que vão poder retirar até R$ 15 mil, com juro de 1% (ao mês) que será pago ao BNDS pelo governo do Estado.


Texto e fotos: Keltryn Wendland
 





0 comentários:

Postar um comentário

Muito obrigado por sua participação. Seu comentário será publicado em breve. Caso desejar comentar usando o Facebook, basta usar a caixa logo abaixo.

UA-98153082-1